Residências Artísticas

As residências artísticas No Entulho visam a pesquisa, a produção artística e partilha do respectivo trabalho desenvolvido nas instalações da OTIIMA ArtWorks, num ambiente rural-industrial, longe dos centros artísticos. Inserido no espaço de produção dos sistemas OTIIMA, associado a diferentes sectores fabris, este programa de residências irá proporcionar aos artistas condições únicas de atelier.

Os artistas residentes serão chamados intervir, criar ou modificar materiais que estão inutilizáveis nesse espaço – o chamado entulho. Estarão disponíveis ferro, aço, vidro ou alumínio, matérias primas às quais se juntam espaços e meios vocacionados para a produção, seja em pequena, média ou grande escala.

Parte-se assim de uma política de reutilização para então transformar matéria destinada à sua acumulação sem finalidade em matéria de valor.

O programa contempla que sejam produzidas obras originais, que resultem da experiência no espaço de residência, ou obras que partam de um projecto artístico já em curso.

Nas áreas artísticas contempladas privilegiam-se a instalação e a escultura, havendo abertura para propostas específicas em outras áreas.

Pretende-se com este programa de residências abrir novas possibilidades a jovens artistas para que, enquadrados num meio industrial e acompanhados por uma equipa especializada em produções de obras de arte, possam elaborar projectos de diferentes escalas, com os meios necessários e indispensáveis para a sua realização.

A acompanhar e apoiar estas residências estarão serralheiros, electricistas, pessoal técnico especializado em vidro e caixilharias, arquitectos, engenheiros e curadores que irão apoiar os vários artistas desde a fase de concepção, passando pela fase de execução/produção e terminando na fase de exposição e publicação do material criado a partir da residência.

 

Programa

As residências terão a duração de aproximadamente dois meses e serão integradas num ciclo de cinco residências por ano.

Durante o período de residência os artistas poderão convidar a visitar o espaço de residência, e estarem presentes durante o processo, intervenientes externos do âmbito artístico. O mesmo poderá ser feito por parte da OTIIMA ArtWorks. Em ambos os casos, o convite  a estes elementos externos deverá ter a aprovação de ambas as partes.

No final de cada residência realizar-se-á uma mostra do trabalho desenvolvido pelos artistas que terá lugar nas instalações da OTIIMA.

O primeiro ano de No Entulho culminará numa exposição final com todas as propostas elaboradas durante os períodos de residência, em local ainda a determinar.

Será elaborada uma publicação física e um registo de vídeo no final do primeiro ano do No Entulho.

 

Recursos

Espaços (acesso a espaços da fábrica; espaço individual de trabalho)

Matéria prima disponível – no entulho: aço –vidro – alumínio – ferro

Meios e produção (ferramentas; equipamentos associados à manipulação de metais)

Apoio técnico

Refeições

Estadia

 

Condições

Permitir aos funcionários e técnicos da OTIIMA ArtWorks o acesso permanente a todos os espaços destinados à residência;

Facultar elementos necessários à divulgação da residência artística e da mostra final;

Assegurar a limpeza e manutenção dos equipamentos utilizados;

A organização do No Entulho reserva o direito em gravar e fotografar podendo utilizar estes registos para divulgação. Em todos os casos estes referenciarão sempre os artistas em causa e o programa de residência;

O espaço de residência pode ser visitado por pessoas autorizadas pela organização e pelo artista;

Os processos criativo e de produção devem ser acompanhados pelos coordenadores do programa.

 

 

.    Apoio.                       .    Parceiros

CMPV PB                    AiR351_Blue_RGB_1